domingo, 8 de dezembro de 2013

A BRUXARIA

Alguns anos atrás a Bruxaria tornou-se pública, por assim dizer, e vem conquistando espaço em bancas, livrarias, lojas ao estilo new age, dentro outros ramos.Foram inúmeros livros publicados sobre a Arte. Muitos autores são bruxas e bruxos que viram nesse advento da bruxaria, a chance de “sair do armário das vassouras” e tornar sua prática espiritual pública. Outros autores são pesquisadores, muitas vezes dão campo da história, que buscam aprender sobre a bruxaria para melhor compreender a história da humanidade. Independente do motivo que levou a escrever, o fato é que livros sobre Bruxaria tem lotado prateleiras em muitos lugares do mundo.
Cada um apresentando sua experiência pessoal, temos livros sobre Deusas e Deuses, elementais, cristais, aura, feitiços, rituais, covens, familiares, dentre milhares de outros. Mas afinal, o que é Bruxaria?
Existem diferentes definições para esta palavra. Cada praticante poderá defini-la como algo diferente. Isso acontece porque ela é uma prática. E como dirigir um carro, a sensação pode ser diferente para cada um. Eu costumo dizer que a Arte é algo que precisa ser sentido. Não adianta você ler mil livros e saber todo o conteúdo de cor se você nunca adentrou uma floresta e escutou a natureza. Vamos tentar entender...
Você é um homem das cavernas (ou uma mulher). Você esta lá na sua caverna escura quando do horizonte surge uma enorme bola de fogo e ilumina tudo ao seu redor. Quando você sai da caverna, percebe que sua pele é atingida pela luz e se aquece. Essa força misteriosa vai atravessando o céu até se esconder no horizonte. E com ele, desaparece a luz e o calor. Você não enxerga nada a sua frente. Alguns minutos se passam e, do mesmo local onde surgiu o sol, aparece a lua. Com toda a sua beleza, você fica encantado com essa bela força desconhecida. Conforme os dias vão passando, você percebe que a lua vai mudando de forma e com isso, coisas passam a acontecer.
Avançando alguns anos, você vive em uma tribo. Sua tribo cultua as forças do sol e da lua, como seus ancestrais faziam, quando descobriram a energia das tais forças misteriosas. Sua tribo se reúne quando a lua cheia ilumina o mundo e saúda o sol quando ele nasce. Sua tribo conhece as plantas e conversa com elas, sentindo a energia de cada uma e aprendendo sua cura. A curandeira da tribo conhece os mistérios e sabe conversar com os Deuses.
Em outra época, você é a sacerdotisa da Mãe Terra. Você reverencia sua Deusa, personificada pela Lua, e seu Deus, incorporado no Sol. Você conhece as mudanças do planeta e compreende a sabedoria que reside no solo que você pisa e nos elementos que estão ao seu redor. Enquanto seu marido sai para caçar algum alimento, você reza para a própria Terra que lhe dê um alimento e ela lhe ensina a plantar. Quando um de seus protegidos fica doente, você comunga com a Terra e aprende a preparar um remédio com as ervas disponíveis.
Um pouco mais a frente, as pessoas cultuam a Terra como sagrada. Em troca, ela ensina tudo o que pode a seus filhos, para que todos permaneçam em equilíbrio com o planeta em que vivem. Com o passar do tempo, algumas pessoas começam a temer esse conhecimento e decidem transformá-lo em negatividade, mas isso é assunto para outro post.
Essa energia, essa força misteriosa, essas personificações de Deusas e Deuses são os poderes da Bruxaria. A Natureza é um ser vivo que pulsa e respira. A Bruxaria é a própria “religião”da Terra. Não pretendo apresentar um termo “verdadeiro” capaz de definir esta prática. Você precisa viver, sentir e assim, poderá conhecer verdadeiramente o seu significado. Talvez o verdadeiro sentido seja um dos muitos mistérios da vida.
Não esqueça: por mais que você leia, o sentido não virá até que você sinta.
Abençoados sejam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário